CoffeeSkin

Compartilhe esse Artigo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O CoffeeSkin é um composto rico em fito-componentes (compostos fenólicos e bioflavonóides) e antioxidantes especiais que normalizam o equilíbrio celular e conferem uma proteção avançada. Seus principais componentes são:

  • Extrato de Coffea arábica: Os taninos reagidos com os compostos  fenólicos  atuam  como  agentes  fotoprotetores  com  ação  suplementar  aos  filtros    Os compostos fenólicos possuem reconhecidas propriedades antioxidantes, protegendo a integridade celular contra o ataque dos radicais livres.   
  • Succinil rutina: O succinil rutina é um derivado estável e hidrossolúvel do bioflavonóide rutina, amplamente reconhecido pela sua ação benéfica sobre a permeabilidade dos capilares superficiais, atividade anti-inflamatória e antioxidante. Reforça os micro vasos e capilares, combate a formação de edemas e eritemas fotoinduzidos.
  • Carcinina: A carcinina é um antioxidante fisiológico “universal”, pois atua em alvos hidrofílicos e lipofílicos ao mesmo tempo, protegendo a célula como um todo. A carcinina é uma molécula estável que apresenta maior resistência a degradação enzimática e consequentemente ação prolongada. Diferentemente dos antioxidantes convencionais, a carcinina protege o colágeno da glicação (reticulação) e DNA celular.

Devido ao alto teor de agentes antioxidantes naturais (polifenóis, bioflavonóides e carcinina) o CoffeeSkin promove uma ação bioprotetora sobre as células e reduz os danos celulares fotoinduzidos.

O CoffeeSkin   ajuda reduzir as reações inflamatórias, a vermelhidão e o desconforto da pele sensível, reativa e/ou fragilizada por procedimentos dermatológicos (peeling, laser) ou cirúrgicos (pré   e   pós   operatório) devido a sua potente ação descongestionante (complexo de cafeína natural + cafeína vetorizada).

TESTE DE EFICÁCIA

Proteção das Enzimas Cutâneas

A ação protetora da carcinina sobre o S.O.D. natural da pele foi demonstrada sobre uma fração cutânea (epiderme-derme) irradiada com raios UV (A+B) e medida através da cinética da redução do citocromo C através de O2.

Resultado: Este teste ex vivo demonstrou que um creme contendo carcinina preserva até 43 % das defesas antioxidantes naturais da pele da degradação fotoinduzida.

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.